Journal : Como eu escrevi a Lenda do mastim Demônio
On June 14, 2019 | 0 Comments

A ideia para escrever “A Lenda do Mastim Demônio” veio ainda enquanto eu estava criando a história de Jhomm Krulgar. Eu queria que toda a loucura e violência de Krulgar fosse crível e a origem dessa violência só poderia estar em seu passado. Eu não sabia muito sobre o personagem naquela época, mas já tinha uma noção de que seu passado não havia sido dos mais felizes. Uma infância violenta, certamente, com alguns problemas com figuras de autoridade, sem dúvida, mas ainda faltavam os detalhes para tornar o personagem menos superficial. A palavra indomesticável não saia da minha cabeça, Krulgar precisava ser selvagem e foi a partir deste ponto que comecei a criar sua história.

A Lenda do Mastim Demônio é um mito de origem e como todo mito ela é carregada de imprecisões e meias verdades. Jhomm Krulgar, aqui conhecido como Mastim, foi baseado em histórias reais de crianças criadas por animais. Tarzan cresceu com os macacos, Mogli foi adotado por lobos, Mastim foi criado no canil do Mestre dos Cães de um monastério, em um canto remoto do Império.

O próprio monastério e seus monges, os irmãos justos, tem papel importante na origem de Mastim e foi por isso que eu escolhi contar a sua história através da visão de um de seus monges, dando a ela essa aura de “lenda urbana”, de alguém que jura que é verdade, mas talvez esteja mentindo.

Belic, o monge que conta a história de Mastim, foi uma das minhas criações mais felizes. Irônico e mordaz, repete essa história como uma forma de expiar seus arrependimentos enquanto tenta se convencer de que fez a coisa certa. Ver Mastim pelos olhos de Belic foi libertador pela possibilidade de contar essa história de maneira fragmentada, dando destaque somente aos pontos principais que interessam para entendermos como a lenda foi criada. Com começo, meio e fim, mas sem descartar todas as possíveis aventuras que Mastim viveu e que não chegaram ao conhecimento do monge.

Quem leu O Teatro da Ira vai encontrar na Lenda de Mastim algumas referencias bastantes explicitas, mas se você não leu, não tem problema nenhum. A Lenda do Mastim Demônio é uma história fechada. As vezes uma fábula, outras vezes uma história de assombração, com demônios escondidos na floresta e animais que fingem que são humanos.

Comentários

Comentários

More news
%d bloggers like this: