Inspiração : Encontro com Eric Nepomuceno
On March 20, 2014 | 1 Comments

web_debora_70._sangue_latino._yamandu_costa_040420132

Nasceu em 1948, na cidade de São Paulo, SP. Jornalista, escritor e tradutor do espanhol, tornou-se jornalista em 1965 e, desde o seu início profissional, voltou-se para a divulgação da literatura e da música sulamericana, na época ainda praticamente desconhecidas do grande público. Vencedor por duas vezes do Prêmio Jabuti, promovido pela Câmara Brasileira do Livro, na categoria Tradução. Traduziu obras dos principais autores contemporâneos da literatura hispânica: Gabriel García Márquez, Juan Rulfo, Julio Cortázar e Jorge Luis Borges, entre outros. Como escritor, publicou diversos livros na área da ficção, não-ficção e juvenil, entre os quais: Memórias de um setembro na praça (1979), Quarenta dólares e outras histórias (1987), Hemingway na Espanha (1991), Coisas do mundo (1994), A palavra nunca (1997) e Quarta-feira (1998). Obras publicadas no exterior: Hemingway en España(1979), Contradanza y otras histórias (1982) e Antes del invierno(1984). Atualmente, escreve artigos e reportagens no Brasil, Espanha, México e Uruguai e em jornais como: El País, de Madrid, e Página 12, de Buenos Aires. Escreveu, também, roteiros em co-produção com a TV Espanhola e produtoras da Holanda e Inglaterra; autor do texto final do documentário: Vinícius, de Miguel Faria Jr. Seu lançamento mais recente – O massacre (2007) –  é uma reportagem sobre o conflito entre a polícia do Para e os integrantes do Movimento dos Sem Terra, em Eldorado do Carajás. (Fonte)

Nessa entrevista Nepomuceno fala sobre o que é a carreira de um escritor e como se deu a sua evolução neste meio. Influências, reconhecimentos e principalmente o que deve esperar um aspirante ao ofício. Pouco mais de vinte minutos de conversa que valem cada minuto.


 

Comentários

Comentários

Comments1
AntimidiaBlog Posted March 22, 2014 at10:27 am  

Republicou isso em reblogador.

More news
%d bloggers like this: